O novo boom no mercado de fitness e wellness – Parte 1

By | 17 de fevereiro de 2014

O fitness e wellness se mantém firmes no mercado brasileiro porque o consumo por seus produtos é expressivo e a qualidade dos serviços ofertados é alta. São situações simples que levam a maioria dos produtos comerciais, bem como seus idealizadores, ao sucesso e altos lucros. A tecnologia é um dos fatores primordiais para a alavancagem das vendas, não somente ao que concerne a prestação de serviço, mas nos resultados físicos alcançados pelos clientes através de orientações abalizadas por meios científicos.

Dentre as diversas estratégias tecnológicas utilizadas para captação e retenção da clientela, conhecemos uma muito bem: o armazenamento e seleção de informações que levam os clientes a manterem ou expandirem seus consumos. Por exemplo: alunos de aulas coletivas tem maior potencial de aquisição de novas aulas. E quanto mais tempo permanecem na acadêmica, mais fácil torna-se seu ingresso voluntário nos setores de vestuário e alimentação.

As afirmativas anteriores se abalizam em informações previamente captadas, selecionadas e retidas. O comércio de produtos e serviços executa esta estratégia à anos. Pessoas estão produzindo cada vez mais informações que, num primeiro momento, parecem desinteressantes, mas podem trazer uma nova forma de observar a mesma estratégia de venda. Como o mercado visa qualidade na prestação do serviço e o lucro, toda informação tem valor ou deveria ter). As perguntas são: como captar, selecionar e reter informações sobre os clientes e como desenvolver padrões de análises para compreender o consumo na academia?

Sejamos sinceros: você dispensaria a informação de quantas vezes seu cliente frequenta o bebedouro enquanto treina? Você conseguiria relacionar a frequência de quem compra isotônicos na academia com a aquisição de um pacote de lutas? Quem treina mais membros inferiores tem maiores chances de evadir da academia?

Parecem perguntas sem sentido. No novo boom, tudo fará sentido. Não existe informação desinteressante na nova forma de produzir consumo.

O mercado de saúde e qualidade de vida terá um novo momento quando seus gestores compreenderem a importância da informação, transformando-a em conhecimento comercial estratégico.

Na próxima semana, apresentarei como, quando e porque o novo boom do fitness e wellness está chegando. A TIC – Tecnologia da Comunicação e Informação – e a nova forma de Gerenciamento de Banco de Dados são as respostas.